.

.

sábado, 12 de setembro de 2009

Pobres Bicicletas


Pobre Bicicleta
Uma solução para o caótico transito: Ou todos andam de bicicleta ou todos nós andamos de carro.

A pobre bicicleta que conhecemos hoje, tem sua imagem totalmente rebaixada por causa da mania que o brasileiro tem hoje por modernos e confortáveis carros e motos e outros meios de transporte motorizado.
Andar de bicicleta para se locomover ou até mesmo trabalhar é sinônimo de pobreza e simplicidade, principalmente para aqueles que tem em suas garagens carros e uma motocicleta.
Infelizmente não existe uma maior valorização para os ciclistas que são tratados como verdadeiros lixo até mesmo para a própria lei. Muitos motoristas de veículos motorizados que acabaram matando ciclistas não sofreram nenhuma punição da justiça, como se fossem donos das ruas.
A bicicleta praticamente não ocupa nenhum espaço nas ruas e não poluem como os carros.
Para as pessoas de classe alta, andar de bicicleta é indicado nos momentos de lazer, enquanto os de baixa renda, andam de bicicleta para se locomover de um modo geral.
Infelizmente a bicicleta se tornou um brinquedo que serve para incrementar uma brincadeira para criança.
A única coisa que é valorizada no mundo das bicicletas são as máfias que trabalham no comércio de peças e serviços, onde o faturamento é monstruoso. E muitos ciclistas são atraídos para um mundo de artigos que apenas vão enfeitar a bicicleta com diversas inutilidades.
Em muitas cidades inclusive em Itapevi, a parte central e até mesmo nos bairros, não existe mais espaço por causa da grande quantidade de carros que tomam conta das ruas. Isso acontece por que todos querem ter o seu próprio carro. Dentro de um carro cabem confortavelmente até cinco pessoas, mas é muito comum ver muitos carros trafegando com apenas uma pessoa. Como dissemos antes, todos querem ter o seu próprio carro e andar como se estivessem andando de bicicleta. Para os ciclistas só restou em ser humilde e andar totalmente nu com as bicicletas, como já vem ocorrendo em várias partes do mundo e também no Brasil.
Pedalada Pelada edição Itapevi e Cotia
Alguns ciclistas de Itapevi e Cotia, se reuniram em caucaia em Cotia, para um passeio ciclístico. O Grupo era formado por 16 ciclistas que vieram de partes de bairros de Itapevi e Cotia. O percurso começou por volta das 13:oo e terminou a noite por volta das 21:00. Pelo menos 7 dos 16 ciclistas tiraram toda a roupa e ficaram pedalando totalmente pelados, do mesmo jeito que ocorre no tradicional "Pedalada Pelada" da Av. Paulista, que ocorre todos os anos e atrai ciclistas de várias partes do Estado de São Paulo.

Texto: Henrique
Colaborou: Sabrina

13 comentários:

Anônimo disse...

Andar de bicicleta nos dias de hoje, é como andar nú nas ruas.
Voce literalmente está sem nada. E o pior, ninguém liga para você.

Luiz Freitas disse...

Eu ainda prefiro o meu carro, De carro voce fica sossegado, é como estar com roupas realmente. De bike é como estar sem roupa nenhuma, totalmente desprotegido.
Ir trabalhar de bicicleta, Avi!!!

Anônimo disse...

As bicicletas são para os Idiotas e coitados.

Tino disse...

O tempo das bicicletas tem altos e baixos, o momento é realmente baixo. A moda agora é ter um turbinado carro.

Tino disse...

Eu continuo preferindo os carros, são muito mais confortáveis e melhores para comer a buceta das meninas.

J. disse...

Lógico, pra comer bucetas e anus em Itapevi, tem que ser rico, e carro é sinônimo de riquesa.

Clebiartes disse...

Alguem notou ou foi só eu q tem uma mulher nua na lateral da imagem?

Anônimo disse...

Pal no cú dela, pô.

Dagson disse...

PORRA! TEM UAM MULHER PELADA AÊ! O AUTOR SÓ FEZ ESSA METÉRIA (POR SINAL TODAS DO BLOG SÃO TOTALMENTE MAL ESCRITAS) PARA CHAMAR A ATENÇÃO DA PELADONA! que blog ridículo!

edipo disse...

editoria???

vaness... disse...

o da paulista eu fui!!!
só para assistir!!!
hi hi hi

Anônimo disse...

O Dagson deve ser bicha!!!

Edinéia (Cotia) disse...

Pelados?